CONTATOS

Graças a Deus a minha felicidade não depende da tristeza alheia. Não preciso destruir a vida de ninguém para construir a minha.

segunda-feira, 30 de março de 2009

A última parte de "O SISTEMA"

Inicialmente vamos dar nomes aos bois. O SISTEMA que está em debate é o Governo do Partido Progressista, Toninho, Chicão e Ruivo, sucessores do “poderoso” Vulmar Leite. Pessoalmente não tenho nada contra o Vulmar, sempre foi respeitoso para comigo, assim retribuindo a educação que eu sempre tive com ele. O SISTEMA está a 12 anos ininterruptos no comando do Executivo Municipal de Santiago, desempenhando um Governo aberto, limpo, ajudando ao povo que precisa do que é público, o pobre, pois o rico tem dinheiro, não necessita do que é público. O Governo do SISTEMA vem se destacando ao longo dos anos por desenvolver importantes programas sociais, que dão sustentação para a classe média e classe média baixa, principalmente, numa luta contínua por uma melhor qualidade de vida aos santiaguenses, com um quadro funcional de alta capacidade, fazendo com que a Administração receba seguidamente prêmios em nível estadual e federal, sendo exemplo para o RS e o Brasil. O que acontece é que existe um grupo de “lideranças”, que de 3 em 3 anos, articula-se para destruir o SISTEMA, lançando nomes que ultimamente tem proporcionado vitórias históricas para o alvo (SISTEMA). Refiro-me nas duas últimas eleições, em 2004 lançaram Mauro Burmann, homem rico, sem experiência política nenhuma, vindo a ser derrotado pelo SISTEMA, alcançando pouco mais de 10 mil votos, contra o dobro de seu adversário o então prefeito Chicão. Em 2008, “ressuscitaram” Vulmar Leite, o “carrasco”, aquele que não deixou uma boa imagem, quando deixou o Governo, acusado de ser perseguidor, na época perseguiu a Imprensa, os pequenos produtores rurais, não tinha boa relação com seu vice, com funcionários da Prefeitura, enfim, não é bem visto pela grande maioria da população, embora tenha tido razoável desempenho na Administração, novamente o SISTEMA fez mais do que o dobro da votação dos três candidatos da oposição, este se fortalecendo sim, cada vez mais. O SISTEMA é do BEM, faz o que é bom para o povo, entrando agora com um jeito novo de governar, outro estilo, porém mantendo sempre a política de bom relacionamento com a comunidade, ouvindo as reivindicações, sem perseguições, sem censuras. O SISTEMA está ao lado do povão, estruturando a cidade, dando melhores condições de vida à sociedade, tanto na área de saúde, habitação, saneamento básico, esporte, lazer e muito mais. O SISTEMA caminha para mais 12 anos, com a aprovação de mais de 50% da população santiaguense, esta é quem decide, se o SISTEMA não funcionasse e tivesse tanta falha assim não venceria 3 eleições seguidas, essa é prova real de que o SISTEMA faz bem ao povo de Santiago, embora precise melhorar sempre, pois jamais alcançará a perfeição. Quanto à oposição, ela precisa jogar limpo com a sociedade, precisa sair do anonimato, até mesmo para fazer um comentário em cima de opiniões como a minha, ou tal acha que o povo é burro, todo mundo já sacou que esse jogo de comentários anônimos é uma falsa. A oposição precisa ser madura. Sabe-se o caminho, porque não se reúne 2 anos antes da eleição e monta finalmente um plano de governo para o desenvolvimento de Santiago e começa debater com a sociedade, ao invés de usar sua candidatura para conseguir carguinhos de 5º escalão no Governo Estadual. A oposição precisa rever conceitos, as suas lideranças estão ultrapassadas, só aparecem de 3 em 3 anos, assim a sociedade jamais vai deixar de acompanhar o SISTEMA que fica os 4 anos ao lado do povo, onde o povo está. A oposição usa as pessoas para transmitir sua mensagem, pena que elas na enxergam isso, mas nós enxergamos. A oposição precisa sair do anonimato, mostrar a cara e apresentar à sociedade a maneira correta, ao invés de criticar oportunamente o SISTEMA. Enfim, o SISTEMA está cada vez mais sólido, sempre na busca de melhor atender aos que mais precisam, sendo assim, a oposição que só aparece de 3 em 3 anos, precisa rever conceitos, lideranças e principalmente apresentar algo convincente à sociedade santiaguense, saindo do anonimato e juntando-se a o povão. Óbvio que na oposição existem pessoas honestas, trabalhadoras, compromissadas e com vontade de contribuir. Sendo assim, dou por encerrado o debate sobre o SISTEMA, não vou publicar e-mails anônimos de baixo calão, ou agredindo pessoas que nada tem a ver com minhas opiniões. Eu e a maioria da população achamos que Santiago tem o Governo que merece e tem o SISTEMA que merece. Quanto à oposição, acho que Santiago não tem a oposição que merece.

5 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito, isso parace coisa do Prates.

Joca Pereira disse...

Bela matéria Leonardo. Vc construiu muito bem uma posição estribada na verdade. Os opositores, porque foram demolidos pela força dos seus argumentos, não tendo mais o que dizer e nem a que acusar, acharam a carta mais fácil do baralho: o Prates. É sempre mais fácil acusar ele do que refutar seu texcto jovem e bem construído. Parabéns e siga assim.

Aninha disse...

Parabéns Leonardo muito bom trabalho. é isso aí tá dando um banho. show mesmo.

msilvaduarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ANDRESSA disse...

Tá certo, que puxa-saquismo da prefeitura? Faltou dizer que o SISTEMA é invisível e governa Santiago junto com a URI, HCS, Cooperativa, Sindicato Rural, SICREDI e tudo mais numa troca descarada de nepotismo cruzado. Só a imprensa comprada de Santiago, os vereadores de oposição (será que existem) é que veem isso. Existe imprensa livre em Santiago? Acho que não. Existe imprensa tutelada, isso é diferente. Todos esses órgãos e entidades fazem o jornalismo refém, seja pelas ditas "permutas", seja pelo pagamento puro e simples. Daí, como recebem, ninguém critica nada e nem mostra nada dos podres. A impressão que se passa para a sociedade santiaguese é que tudo está bem, as mil maravilhas. Mas é só uma falsa impressão. Quero te dizer que jornalistas que defendem o SISTEMA como tu e os que batem no SISTEMA para conseguir frutos às suas extorsões jornalísticas, estão com os dias contados. Surgiu em SANTIAGO o "GRUPO CONSCIENCIA CRÍTICA" e vamos mostrar para a sociedade santiaguense como se dão as mentiras e manipulações de vocês da imprensa, do HCS e de todas essas forças que mandam e desmandam em Santiago.