CONTATOS

Graças a Deus a minha felicidade não depende da tristeza alheia. Não preciso destruir a vida de ninguém para construir a minha.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

CORSAN

Não dá mais para silenciar diante da tasmanha insatisfação da comunidade santiaguense em realção aos trabalhos da CORSAN. 

Na terça-feira na rua General Canabarro todos presenciaram uma cena rara, funcionários da CORSAN lavavam a rua em frente a sede, do outro lado da rua, em frente a PONTO CÓPIAS, onde o pessoal não aguentou mais a terra provocada pelas obras de troca de canos da CORSAN que após recolocar os paralelepípidos colocou muita terra e os comerciantes da Rua General Canabarro - do Centro de Pinturas até o Gripa - não aguentam mais e rezam todo o dia para que chova e amenize a sujeirada. Aliás, tem duas lavagens de carro nesse trecho.

Além do mais na hora em que chover vai entupir muito bueiro, pois aquela brita fina em excesso que ficou na rua vai tudo para as bocas de lobo. 

Nesta quarta-feira faltou água na cidade desde o início da tarde e já são quase 1 da manhã de quinta-feira e as torneiras estão vazias aqui no centro. Parece que foi a famosa adutora que estourou de novo.

A queixa maior ainda é quando a CORSAN abre um buraco para conserto da rede e deixa um, dois, três meses aberto...

Um comentário:

Luis Davi disse...

LEONARDO a terra continua e a poeira segue do mesmo jeito cade os responçaveis e a Corsan quem fiscaliza quem executou e deixou inacabado quem recebeu por pronto parece estrada do interior deveriam lavar todas as quadras danificadas nao so na frente da Corsan